30 de dezembro de 2008

Decifrando-se

O Experimentando Versos está completando um ano neste mês e, para celebrar todas as publicações feitas, os comentários sinceros, as mensagens amigas, etc e tal deste período, resolvi re-publicar algumas das primeiras poesias do blog:
Decifrando-se

Cada canto de mim é um mundo
Um lugar instável e indefinido
Quente e úmido, claro e escuro
Onde ressoam melodias e zumbidos.

Cada canto de mim
É um pedaço de terra e ar
Um mar sem fim
Com ondas que batem sem cessar.

Cada canto de mim
É como um verso que faço e jogo fora
E depois reencontro impresso
Nas lembranças de uma hora que vai embora.

Cada canto de mim é passageiro
Como uma nuvem que atravessa o céu
E voa livre sem paradeiro
Sem máscara e sem véu.

Cada canto de mim é um segredo
Um mistério profundo e obscuro
Que aos poucos, com os versos que escrevo
Com os passos que dou, decifro, descubro, desnudo.

3 comentários:

Calavera disse...

Que bonito!

Oi José. Sou a Fabiane, que estava com a Carol no Fórum Livre de Direito Autoral. Lembra?
=)

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Jaquelyne disse...

Adorei estar aqui!!
Voltarei mais vezes!!!
Você experimenta muito bem as sensações da Poesia!!
Parabéns!
Beijos=**