3 de agosto de 2008

Os gritos do passado

Alguém grita
Mas gritar agora
Tornou-se proibido
Pois o tempo perdeu-se
Num breve instante que passou despercebido
E o espaço converteu-se
Comprimindo-se
Não se pode gritar
Está determinado
Diz a placa erguida
O adesivo colado na janela do carro.
A memória de nossas historias estão perdidas
Fadadas ao silêncio e ao esquecimento forçado.
Não se poder mais gritar!
Mesmo em caso de dor
Depressão
Desespero
Solidão
Alegria
O grito é proibido
Mas os ecos dos gritos dados
Ainda podem ser ouvidos
Ecoando em todos os cantos
De todos os lados:
“Sejamos realistas, peçamos o impossível”.

8 comentários:

José Rodrigues (JR.) disse...

Apesar de todos os dispositivos e estratégias atuais que buscam flagrantemente apagar a memoria historica de nossas lutas e anseios, estas, sobrevivendo a passagem do tempo e ao esquecimento forçado, insistem em se fazerem presentes. Ainda que não seja mais um grito, um sussurro pode ser ouvido, notado. E o que nos dizem estes gritos do passado? sussurram: continuem... continuem... que o presente é um processo inacabdo e, até por isso, o que está petrificado e instituido, pode deixar de se-lo. Então, como foi repetido em maio de 1968 na França: "sejamos realistas, peçamos o impossivel!"

คriαηє รคℓєร disse...

Entrei por acaso e me custa ter de sair.. Pois teu blog tem traços marcantes de beleza, sensibilidade, poesia, enfim, de vida. Em breve visita me flagrei chorando, rindo, refletindo.. É muito do bom! Parabéns! E pra completar o bom gosto, vc ainda torce pro Flamengo..(risos)Bjks.

ChiKatoKiKa disse...

bem meu amigo, mais um belo momento de inspiração :D:D
eu concordo qd diz.. qe por muito baixinho qe se diga alguma coisa, deve-se dize-la, pq nunca se sabe qd ela se pode tornar nun grito e fazer eco por todo o lado!adorei a frase "sejamos realistas, peçamos o impossivel!"... entao sejamos...e peçamos aquilo que é impossivel! ;)

beijos*

Vanessa Roma disse...

Q bom q existe a poesia para nos ajudar a suportar as dores do mundo.
Para nos fazer enxergar aquilo que nunca havíamos vislumbrado.
Que bom q existe a poesia: voz que não se faz calar.
Grito nosso que permanece em ecos ainda que ao silêncio nos obrigue.
Como diria o poeta: “que bom que existe a poesia para salvar as nossas almas.”
Enquanto houver poesia, haverá gritos...

Gostei do seus versos.

Abraços!

Karen Anne disse...

Se o passado grita, significa que ele está bem presente... abraço :)

EnGuia Cega disse...

http://enguiacega.blogspot.com/

Extra!!
Extra!!
Extra!!

Extra-ordinário
Extra-vagante
Extraga-prazeres
Extra-ti-ficado

Cuidado:
A Enguia cega
Sobe ao continente
à nado!!

Um convite para a leitura de meu livro feito de papel picado

Jorge Santos

Lorena Natália disse...

muito bom...
realmente,às vezes me sinto sufocada...nessa nossa vida de cada dia....em que temos muitas vezes....que esconder nossas emoções para mostrar sempre o que é mais conveniente...belos versos...
adoro essa frase"sejamos realistas, peçamos o impossível"...
ela tem feito parte da minha vida!!
continue assim...sensível ao belo!!^^

Menino Poeta disse...

Nos escondidos da noite
Longe de tudo
A minh’ alma gritar
De dor, alegria!!
Mais ao pôr do sol tenho medo
De gritar ao mundo o grito de um poeta
Com medo de ser excluído . mal visto!!
Mais um verdadeiro poeta nunca esconde o grito de sua alma
Belo o seu post...