12 de abril de 2008

Tristeza

Cai à tarde
E ainda dá tempo
Para ver os raios de sol ao longe
Perdendo-se no vasto horizonte
Num vazio apagar-se.

Vai o dia
E lá onde ele nasce
A dor se cria
E a tristeza, sincera de verdade

Volta a beijar-lhe a face
Abraçando-lhe com euforia
Tenta escapar, mas já é tarde
Ela o tem onde queria.

E no nascer e partir de cada dia
Lembra que recomeça
Como as partes escritas de uma sinfonia
O seu amor, a sua dor, a sua pressa.

Em cruzar os quatros cantos do mundo
Atravessando as ruas, as cidades, as eras
Para encontrar-se num segundo
Sozinho e indefeso diante dela.

10 comentários:

Aline Gallina disse...

Também jamais deixo de vir aqui dar um beliscão nos meus olhos... corre pelas veias , sinopses... ar do pulmão. Não sei como funciona, mais é mais ou menos assim.
Beijo.

Me disse...

A tristeza aparece quando menos se espera. Aparece derrepente, mas nao desaparece com o repente com que apareceu.
Por mais pessoas que tenhamos ao nosso lado, e que tentam diminuir esta doer, ela permanece, permanece e permaneca :(
Enfim, faz parte da nossa vida e nao a podemos mandar embora. Só temos de aprender a viver com ela :)
As tuas palavras foram importantes para mim, e para diminuir a minha tristeza :)

bjs
ME

Cristina disse...

Olá boa noite quero te dar os parabéns por esses teus versos que nos tocam mesmo.
Continua em frente muita força.

Um beijo:

Cristina Bernardo

Quarteira- Algarve

Portugal

Anderson de Oliveira disse...

"La onde ele nasce
A dor se cria..."

E se cria mais uma obra adimirável
Que merece aplausos...


De um amigo poeta...
Anderson de Oliveira

Pripa Pontes disse...

Saudades que eu estava desses versos...passei essas semanas sem poder passar pelos blogs e estava me fazendo falta esse alimento literário.

A tristeza é algo que corrói mas também tem sua beleza, como o cenário no cair do sol com o pensamento a vagar ao longe...


Bjos!

Sonia Regly disse...

Cheguei até aqui através do Blog Amor aos Pedaços da Flor e gostei muito. Apareça lá no Compartilhando as letras, sua visita muito me honrará.

Sonia Regly disse...

www.compartilhandoasletras.blogspot.com

Rosani disse...

Olá! José

Vim atavés do blog "PÉROLAS QUE COLHI,FLORES E POESIAS" da querida Pati , fiquei emocionada com seu texto lá públicado, eu nao tenho dom das letrinhas, por isso lhe peço desculpas por nao saber me expressar bem...Amor é único sentimento q dá sentido nossa vida, por isso temos q nos transformar e buscar q é essencial e que é realmente importante pra nossas vida, senao seremos bonequinhos criados pelo sistema.

Beijosssssssss

Rosani disse...

Olá! José

Vim atavés do blog "PÉROLAS QUE COLHI,FLORES E POESIAS" da querida Pati , fiquei emocionada com seu texto lá públicado, eu nao tenho dom das letrinhas, por isso lhe peço desculpas por nao saber me expressar bem...Amor é único sentimento q dá sentido nossa vida, por isso temos q nos transformar e buscar q é essencial e que é realmente importante pra nossas vida, senao seremos bonequinhos criados pelo sistema.

Beijosssssssss

Cris disse...

Oi, JR,
vim visitar
e como sempre me delicio com teus versos.

Beijos