2 de fevereiro de 2009

Um convite para dançar II

Neste ano de 2009 ainda não publiquei nenhuma poesia inédita porque preciso, antes, registrar as novas obras no cartorio de direitos autorais da Fundação Biblioteca nacional. Sou a favor da livre circulação das obras literarias, musiais, cientificas, ou seja, sou contra o copyright e a favor do chamado "copyleft". Porém, o minimo que qualquer autor merece é ser reconhecido por sua obra. Já encontrei obras minhas, inclusive a descrição que tenho no blog, circulando no orkut e em outras paginas da internet sem que me dessem os devidos creditos. Qualquer um pode reproduzir as poesias que estão neste blog, mas, por favor, não se esqueçam de colocar o nome do pobre autor e de citarem o link do blog. Ser autor não pode ser sinonimo de ser dono de obras literarias porque estas não são mercadorias, contudo, não se pode desconsiderar o trabalho daquele que produziu as mesmas. Então, mais uma vez republico uma poesia aqui:

Havia uma pequena
Multidão
Mas eles viram apenas
A si próprios
E correndo em direção
Ao que seus atentos
Olhos indicavam
Sorriram
Quando, enfim,
Estavam
Um diante do outro
Não se falaram
Não piscaram
Ele esticou a mão calejada
Ela colocou os seus dedos finos
Entre os deles e
Dançaram, dançaram
Abrindo espaços e paredes
E todos concentrados
Olhavam-nos
Ela flutuava
Ele tocava o céu
E quando a última
Música tocou
Era apenas o começo.

9 comentários:

Clarinha disse...

Obrigada, meu querido.E, vamos dançar!

Romanzeira disse...

Olá, estou lendo seu blog e gostando muito. Esse texto que comento me lembrou que também tenho que registrar meu material! rs...
Belo espaço.

Dri disse...

Deu ate vontade de dançar agora mesmo. bjos

Sonia Schmorantz disse...

Flores para você

Para você enfeitar o seu dia,

lhe trazer mais alegria

mais paz a cada minuto.

Flores

Para você pensar na vida com mais carinho,

e não se esquecer que por você

carrego o sentimento mais sublime:

A amizade!

Fabiano Rabelo disse...

acabo de ver que nocê é o mais novo seguidor do meu blog. vim retribuir a sua atenção!
grande abraço, e como eu já disse antes, parabéns, são bons textos!

(marta selva) disse...

sempre me emocionando por aqui.
lindo texto.
linda dança.
eu quero abrir espaços, mundos, paredes com coreografias de tirar o folego..

;*

Jaquelyne disse...

Tem dois presentinhos para você lá no Jaque Sou!!!
Passa lá!!

Beijos=**

Sonia Schmorantz disse...

A palavra mágica
dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.
Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.
Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

Carlos Drummond

Lindo domingo!
abraços

Fabiano Rabelo disse...

rapaz, gosto muito de visitar seu blog, vou continuar a ler o tiver de novo!