19 de setembro de 2009

Vai

Vai

Até onde der

Anda, se arrasta

Pula, se joga.

Vai

Até onde pode

Pede, chora

Treme, grita.

Vai

Até onde quer

Segura, não larga

Puxa, usa a força.

Vai

Até onde é possível

Vai

O movimento é incessante.

Um comentário:

Rayana disse...

belo...como sempre!
tempão que não andava por aqui!
bjo.